top of page
  • Foto do escritorclaudio cas

Sobreviver olhando para dentro

As organizações privadas tradicionais surgiram para suprir certas necessidades de quantidade, evoluíram para qualidade e depois para criar demandas necessárias para a sua sobrevivência financeira.


Foi a forma percebida para sobreviver olhando para dentro.


Surgem organizações olhando para fora, para as dores existentes e criam soluções para elas, crescem e perdem como perderam-se as organizações tradicionais na sobrevivência financeira, passando a criar demandas paliativas.


Intercalando este processo existem empresas que fica-se nas demandas, nas dores e permanecem fiel a este princípio, assim surge a RSE, surgem as startups, surge a ESG.


Mas as organizações em fase de sobrevivência apropriam-se destas ideias para a sua sobrevivência, destas e das tendências que surgem como possíveis fôlegos, mas paliativos são, pelo fato da organização ter acomodado-se no modo sobrevivência.


É possível existir organizações com conteúdo, que enxerguem que estão entrando no modo sobrevivência financeira e optem por outro caminho, com certeza, mas a jornada nova sempre será mais árdua do que o modo sobrevivência.


Uma opção é a compreensão de que após a demanda/dores sanadas, ou ela identifica novas, adapta-se, ou cria novas (modo sobrevivência) ou compreende o fim do seu ciclo.


By CAS

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um dia sem as folhas lá 

Um dia sem as folhas lá Um dia as folhas estão lá Uma árvore era Uma árvore é As estações vem As estações vão Ela, existindo está Ela está vivendo É o que é É o que tem que ser É o que nasceu para tor

Verve literária

Uma verve literária, acabo de descobrir o nome deste sentimento, chama-lo-ei assim. Filosoficamente, chamá-la de entusiasmo, divino é, o divino em nós, buscá-lo para vivê-lo. Ser uma inspiração result

Você é você 

Você é você A muito boa você A você que nascestes para ser Àquela você destinada a tornar-se-á A você com todas as suas potencialidades Está é a você Opte ser a você que tu desejas ser dentre as infin

Comments


bottom of page