top of page
  • Foto do escritorclaudio cas

As limitações do outro determinarem o que você pode ou não fazer?

Gratidão por me ouvir. 


Sabe aquela frase clássica de nunca deixar as limitações do outro determinarem o que você pode ou não fazer?


Isto, é o que muitos orientadores fazem. Ao invés de ouvir o aluno para lapidar as muitas ideias que ela - você - tem; eles tentam impor as suas ideias, podando, censurando o jardim de ideias do aluno, por não compreenderem. 


Desta forma eles - os orientadores - trazem a aluna - com todo o potencial e background que ela possuem e enquadram na em uma gaiola para que ela - a aluna - caiba nas limitadas ideias dos orientadores.


Desta forma os orientadores, ficam como detentores do saber o que fazer e impõem a Alana a condição de falta de segurança e confiança sobre as suas próprias ideias.


Compreenda isto, compreenda que cada humano um jardim, um horto de ideias é, nunca um outro humano deveria ousar pensar em

“podar” as ideias que em um humano florescem, cada uma no seu tempo, no seu formato.


Muito bom dia, para você que reconhece em você, um jardim de ideias, de conhecimentos, de projetos, de vida…


Permita-se ser você, aquela que nascestes para tornar-se-á, o seu próprio jardim de ideias.


By CAS


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um dia sem as folhas lá 

Um dia sem as folhas lá Um dia as folhas estão lá Uma árvore era Uma árvore é As estações vem As estações vão Ela, existindo está Ela está vivendo É o que é É o que tem que ser É o que nasceu para tor

Verve literária

Uma verve literária, acabo de descobrir o nome deste sentimento, chama-lo-ei assim. Filosoficamente, chamá-la de entusiasmo, divino é, o divino em nós, buscá-lo para vivê-lo. Ser uma inspiração result

Você é você 

Você é você A muito boa você A você que nascestes para ser Àquela você destinada a tornar-se-á A você com todas as suas potencialidades Está é a você Opte ser a você que tu desejas ser dentre as infin

Comments


bottom of page