top of page
  • Foto do escritorclaudio cas

Sejas você.

Sejas você.

Você o Buda, não é.

Você o Cristo, não é.

Se fosse pará sê-los, você ia seria.

Se fosse para ser, assim, seria.


Sejas tu, aquela que o Universo criou para sê-la. 

Tu, criada, como tu és, foste, por necessária sê-la.

Então sejas tu, quem vieste para sê-la.

Sejas.

Vibre.

Brilhe.

Viva.


Ao viver, a você que tu és, brilharás, como somente é unicamente tu brilhar poderia.


Sejas, viva e brilhe sendo a única e singular você que a existência precisa que tu sejas.


By CAS


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um dia sem as folhas lá 

Um dia sem as folhas lá Um dia as folhas estão lá Uma árvore era Uma árvore é As estações vem As estações vão Ela, existindo está Ela está vivendo É o que é É o que tem que ser É o que nasceu para tor

Verve literária

Uma verve literária, acabo de descobrir o nome deste sentimento, chama-lo-ei assim. Filosoficamente, chamá-la de entusiasmo, divino é, o divino em nós, buscá-lo para vivê-lo. Ser uma inspiração result

Você é você 

Você é você A muito boa você A você que nascestes para ser Àquela você destinada a tornar-se-á A você com todas as suas potencialidades Está é a você Opte ser a você que tu desejas ser dentre as infin

Commenti


bottom of page